SÓ O CONTEÚDO ME BASTA?

11 de fevereiro de 2015

por
Planejamento Digital na Seven Comunicação Total

Nunca produzimos e distribuímos tanto conteúdo como agora. São milhares de páginas que produzem conteúdo específico e diário para alimentar os feeds de seus ávidos fãs, o que é um panorama animador, que traz aprofundamento do conteúdo em uma rede social tão horizontal.

Temos as marcas investindo na contratação de profissionais-referência em suas áreas para criar materiais que realmente entreguem algo de valor ao público. E sabe o que a página quer em troca por todo esse esforço? Só um clique em Curtir.

Realmente, o Curtir virou uma moeda de troca, e essa corrida aumentou nos últimos meses devido à diminuição do impacto orgânico das publicações (cerca de 3%). Todo o esforço realizado para conquistar os 10 mil fãs de sua página cai por terra com essa baixa entrega, aí é que entra em ação o “mercado negro” que o Facebook criou com seu lucrativo botão Impulsionar Publicação. Dessa forma é possível fazer a entrega para a outra parte de sua base de fãs em troca de alguns reais.

Muitas marcas acabam se tornando reféns da mídia paga por não terem montado uma estratégia de conquista de novos fãs, de crescimento e amadurecimento da página baseada em conteúdo. Aconteceu é que, quando foi descoberta a “Compra de fãs”, ela foi realizada desenfreadamente, sem saber quem era essa pessoa e qual seu perfil netnográfico. O que interessava era o número final em ascendência no relatório mensal. A tendência natural é de que pessoas fora do perfil ideal de público-alvo só sejam impactadas pelo seu conteúdo quando pago.

Para resolver isso, é preciso repensar na estratégia de distribuição de conteúdo na rede social. E isso se começa olhando para a sua marca. Conheça a ti mesmo. Já se perguntou: O que a minha marca deseja com essa página no Facebook? Estou fazendo a diferença para meus fãs? É fundamental saber o que é preciso conversar.

Agora olhe para a sua base de fãs: Quem são? De onde são? Qual é o tipo de conteúdo que mais os engaja? O foco no target é fundamental para alcançar os objetivos além do clique no Curtir.

Respondendo o questionamento inicial: Só o conteúdo não basta, e só mídia paga também não. É preciso encontrar o equilíbrio saudável entre a geração de conteúdo e a distribuição paga dele. Os dois sozinhos, como podemos ver, não se sustentam.

Deixe uma resposta

VOLTAR