A sociedade dos poetas mortos, infelizmente, ganha um novo membro

18 de agosto de 2014

por

O ator Robin Williams, que em sua brilhante carreira, nos fez emocionar seja fazendo dramas como “A sociedade dos poetas mortos” e “O gênio indomável” e em comédias como “A gaiolas das loucas” e “Uma babá quase perfeita”.

Robin Williams era proprietário de uma simpatia praticamente unânime entre o público e amigos. Em meados dos anos 90, ele doou 5 milhões de dólares para o ator Christopher Reeve, quando sofrera seu grave acidente.

E como a vida continua a insistir em imitar a arte, no filme “Amor além da vida”, o ator vive um homem triste por perder seus filhos em um acidente fatal e sua esposa logo em seguida por suicídio. Por sua vez, ele também morre e em outro plano, decide encontrar sua amada que não tinha salvação. Que triste ironia.

Que descanse em paz este exemplo de ser humano, que além de um grande ator, foi também o melhor amigo do Super-Homem.

________________
Esse texto é uma contribuição do nosso Diretor de Criação, Luiz Ozório.
Originalmente publicado aqui.

Deixe uma resposta

VOLTAR